16 de março de 2008

Ditos populares nordestinos

Acabar-se depressa como sabão em mão de lavadeira.
-
Agoniado como cobra quando perde a peçonha.
-
Andar depressa como quem vai tirar o pai da forca.
-
Andar devagar como quem procura, com os pés, penico no escuro.
-
Andar ligeiro que só peba em areia frouxa.
-
Apanhar que nem couro de pisar tabaco.
-
Apertado que nem pinto no ovo.
-
Besta que só aruá.
-
Calça curta que nem a de pegar marreca.
-
Calça frouxa que nem a de saltar riacho.
-
Caro que nem ovo em tempo de quaresma.
-
Certo que só pau de cambiteiro.
-
Chorão que nem bezerro desmamado.
-
Chorar que nem mamão verde cortado.
-
Contente que nem barata em bico de galinha.
-
Desarrumado que nem gaveta de sapateiro.
-
Desconfiado como cachorro que quebrou louça.
-
Desinquieto [irrequieto] como galinha quando quer por.
-
Doer que só topada de madrugada.
-
Durar pouco que nem manteiga em venta de cachorro.
-
Engordar da noite pro dia que nem cachorro de curral.
-
Entrar macio que só colher em mamão maduro.
-
Feio como a necessidade.
-
Feio como a justiça do diabo.
-
Furado que nem renda de papelão.
-
Gostar tanto de uma coisa como pulga em cós de saia.
-
Justo que só boca de bode.
-
Limpo que nem pano de coar café.
-
Limpo que nem pau de galinheiro.
-
Magro que só cavaco de aroeira.
-
Magro que só uma imagem.
-
Mais gente que nem bosta de cabrito em porta de igreja.
-
Malcriado que só rapariga de soldado em portão de feira.
-
Medroso que nem sagüi.
-
Padecer que só sovaco de aleijado em muleta.
-
Perverso que só jararaca do rabo fino.
-
Rente que nem boca de bode.
-
Resistente que só cascavel de quatro ventas.
-
Rio tão seco que não tem água que dê nos peitos de um peba.
-
Ruim que nem jerimum cheio d'água.
-
Seco que nem língua de papagaio.
-
Seguro como um mocotó de boi carreiro.
-
Sofrer que só pé de cego em porta de igreja.
-
Sono leve que nem xexéu.
-
Suar mais do que tampa de chaleira.
-
Tão besta que, pra ser burro, só falta estercar redondo.
-
Tão perverso que tem coragem de matar padre celebrando missa.
-
Teimoso como boi de carro.
-
Tremer como folha de catolé babão.
-
Valente que nem cobra de resguardo.
-
Velho como o chão.
-
Velho e barbudo como D. Pedro II [ou Lula, atualmente].
-
Vomitar que nem urubu novo.
-
Zoada grande como de fogo em tabocal.
-
Extraído do sítio Besta Fubana.

2 comentários:

Anônimo disse...

os ditos serviram para um trabalho
valeu!
ass: galera de porto alegre.

gicah disse...

mais frouxo que causo de porta de loja